11.7 C
Londres
Terça-feira, Maio 21, 2024
spot_img
InícioREVISTANOTÍCIASEntrevistámos Kailash, o fenómeno do reggae que tem apenas 10 anos de...

Entrevistámos Kailash, o fenómeno do reggae que tem apenas 10 anos de idade

RELACCIONADO

KAILASH – ACROSS THE OCEAN

https://www.youtube.com/watch?v=bUpEirpbXxY&list=OLAK5uy_neZmtnlPOr0oWE5xhtQdv1klAbI351hhw

KAILASH – GIVE THANKS

https://www.youtube.com/watch?v=-nFlD5YKFTA

Kailash – Jah Is I Rock

https://www.youtube.com/watch?v=uTURxUFccEo
spot_img

Aos 10 anos, Kailash é a prova de que não existe idade mínima para o talento. A Selajahfary falou com uma das maiores promessas do reggae.

Há quanto tempo cantas?
Canto desde que me lembro. O meu pai costuma-me contar uma história de quando eu era bebé, de cantar na estação de metro. Ainda nem falava, mas já fazia vocalizações com melodia. Em termos de aprender com um professor, tenho aulas de canto há dois ou três anos.

SEL4931

Como é que foste introduzido ao reggae?
O meu pai cresceu nas Florida Keys. Ele diz que o reggae é parte da cultura de lá. Juntos, estudámos os vários períodos da música jamaicana, do Mento até ao período actual. Estou familiarizado com vários dos famosos riddims de reggae como: Full Up, Pick Up the Pieces, Get in the Groove, Vanity, Gunman, Nice Time, entre outros.

Como tem sido actuar com estrelas como Don Carlos e Slightly Stoopid?
Honestamente, parece um sonho. Estou a par do status de ícone global e lenda de reggae do tio Don. Ele produziu diversos hits intemporais e, com 69 anos, ele continua muito forte. Mas mais importante, ele é uma alma muito querida e humilde. Digo-vos, a primeira vez que toquei com Don Carlos, que foi em Santa Cruz, CA., foi uma autêntica surpresa. Eu estava ali para ver o set dele e fui convidado a subir ao palco para cantar com a banda. Foi um dia muito especial para mim e para a minha família. Depois de Santa Cruz, ele convidou-me para actuar no prestigioso Red Rocks Music Amphitheater, no Colorado. Foi lá que também tive a oportunidade de actuar com os Slightly Stoopid. Toda a gente da banda foi tão simpática comigo que me senti automaticamente parte de uma grande família musical.

EDE3A7DF 2F29 43EF A400 E401F6CC81A6

Estás a preparar as tuas próprias músicas?
Tenho alguns temas assinados por mim. “Seems So Strange (Police Brutality)” com o Black Tears Riddim; “Jah Is I Rock” através do Night Nurse Riddim; e “Mundo Melhor” com Lucas Kastrup. Para Mundo Melhor, fiz alguns dos arranjos musicais e toquei teclas. Além disso, o Lucas e eu lançámos um EP com quatro músicas, chamado “Now Generation”. Actualmente, estou a gravar um álbum com Don Carlos. Este álbum terá várias composições minhas. Para essas músicas, escrevi as partes para todos os instrumentos, incluindo: teclas, guitarra, baixo, bateria, e voz.

Quais são os teus principais planos para o futuro?
Continuar a aprender e a crescer. Há tanto por explorar neste mundo. O ideal seria continuar a fazer música com outros artistas a nível profissional.

spot_img

NEWSLETTER

DESTAQUES

spot_img
INTERESSADO EM RECEBER A REVISTA EM CASA?
NOME COMPLETO
EMAIL
CONTACTO
MORADA COMPLETA
info@selajahfary.com
SUBMETER PEDIDO
Sócio: 25€ (3 edições/ ano) | Envio somente da edição: 5€
PREENCHE O FORMULÁRIO:
11 NOVEMBRO